quarta-feira, 10 de abril de 2013

Creepypasta: Pálpebras

Eu sinto uma suave pressão puxando minhas pálpebras para cima e uma luz me cega. Tento piscar, mas não consigo. Não desde que eu acordei aqui, incapaz de me mover ou falar.
O rosto de minha esposa então entra no meu campo de visão. Ela parece cansada. Posso ver enormes olheiras sobre seus olhos vermelhos. As rugas em seu rosto, estão mais marcadas do que costumavam ser. Tento piscar, tento mexer um único músculo para lhe dar algum tipo de... Sinal. Em vão.
Eu a ouço. Sua garganta comprimindo, segurando um soluço, sussurra. "É a nossa última chance. Eu sei que você está aí. Dê um sinal. Qualquer coisa. Os doutores estão aqui e eles querem desligar as máquinas. Eu não posso impedí-los." Uma longa lágrima percorre seu lindo rosto. "Qualquer coisa amor. Um sinal. Apenas uma piscada. É o suficiente."
Eu tento.
Mas...
Não...
CONSIGO!


Comentários
1 Comentários

Um comentário:

Comente. É de graça e ajuda o moderador a criar conteúdo de qualidade para você. Todo mundo sai ganhando.