quarta-feira, 15 de novembro de 2017

A BLOODY MARY É REAL!

Eu tinha 14 anos quando meu melhor amigo foi embora.

David me disse em uma noite que dormiu lá em casa. "Então..." ele se curvou. "Minha mãe conseguiu um novo emprego. É.. Nós vamos para outro estado." Ele não olhou para cima. "Eu sei, fica a mais de mil quilômetros daqui. Eu procurei."

Fiquei em silêncio por um longo tempo depois disso. "Eu ouvi dizer que lá é incrível", eu disse com um sorriso. "O clima parece bem legal."

Ele sorriu de volta.

Era realmente importante ter certeza de que ele não me viu chorar.

"Sabe o que devíamos fazer? Tornar meu último dia lendário", disse David com um sorriso conspiratório. Ele ainda não tinha contado a ninguém sobre sua partida. Ele estava saindo em meados de fevereiro, então as pessoas perceberiam que ele tinha ido embora. "E se todos pensassem que a Bloody Mary me levou embora?"

O plano era brilhante. Depois da escola, ele e eu anunciamos que convocaríamos o fantasma no espelho, e ele fugiria pela janela. Era um curto alcance até a varanda do segundo andar, e ele iria subir, escorregar pelas escadas e caminhar para casa. Eu saía e anunciaria que a Bloody Mary era real e o tinha levado para o Outro Mundo, e ninguém jamais o veria novamente.

Todos nós temos que ir embora em algum momento. Uma vez que aceitamos isso, podemos controlar o método.

Havia pelo menos duas dúzias de pessoas que se reuniam no banheiro naquela sexta-feira após a aula. Ninguém tentou invocar o fantasma desde que Jimmy Fischer tentou no quinto ano, depois foi para casa cedo porque fez xixi nas calças.

Jimmy ainda sentava sozinho no almoço.

David e eu mal conseguimos conter nossos sorrisos enquanto entramos no banheiro sozinhos.

"Sabe o que eu acho? Devemos pelo menos tentar", expliquei. "Desse jeito, não iremos mentir quando dissermos que tentamos produzir o fantasma". Eu disse as últimas quatro palavras com um drama simulado.

Ele pálido apenas um pouco. "Hum - tudo bem, eu suponho que sim".

Eu corajosamente estava na frente do espelho. Ele estava um pouco assustado ao meu lado.

"Bloody Mary, Bloody Mary, Bloody Mary – eu matei seu filho." Sua voz ecoou com a minha, embora de forma hesitante.

Nós contemplamos nossos reflexos. Nós piscamos. Eles também.

E então…

Nada aconteceu.

Nós dois soltamos um suspiro de alívio.

"É melhor eu sair daqui", ofereceu David. "Está na hora."

Um engate de tristeza levantou-se na minha garganta. "Sim", foi tudo o que eu poderia dizer.

Ele colocou uma perna na pia e uma na janela aberta, antes de me oferecer um último adeus. "A gente se vê", ele disse com um sorriso.

Ele olhou para baixo e deslocou seu peso para se posicionar para a janela e escapar. Ele estava a meio caminho quando eu decidi que não podia resistir.

"Buu!" Eu gritei para ele enquanto pulava para a frente.

Seus olhos dispararam imediatamente e trouxeram um momento de terror.

Honestamente, eu não queria fazê-lo escorregar.

David caiu pela janela fora da vista antes que eu pudesse reagir.

"Ah, merda", pensei, "agora teremos que lidar com um tornozelo torcido. Isso vai arruinar toda a brincadeira.”

Eu caminhei até a janela e coloquei a cabeça para fora.

A cabeça de David foi empalada, de lado, em um cano de metal que costumava fazer parte de uma cerca de energia. Ele deve ter caído de uns cinco metros. O topo do cano estava coberto de sangue, e a ponta dele tinha um pedaço do cérebro descansando sobre ele. Suas pernas estavam torcendo como se ele estivesse correndo, mas o poste o manteve firme. Ele balançou enquanto suas pernas dançavam.

Seus olhos se dirigiram violentamente enquanto seu maxilar se abria e fechava, mas ele já estava morto.

Eu acho que a Bloody Mary realmente nos pegou no fim.

Pelo menos, foi o que eu disse a todos. Eu disse que David ficou assustado com o que viu após o ritual e saltou pela janela.

E eu ainda vejo o assassino de David toda vez que olho no espelho.

Autor.
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. muito bom, fe! Saudade dos posts aqui no blog ^^

    ResponderExcluir
  2. Filipe você mi fudeu com essa história cara!!!

    ResponderExcluir

Comente. É de graça e ajuda o moderador a criar conteúdo de qualidade para você. Todo mundo sai ganhando.